Agro HUB de Inovação Paulista: trabalho em rede para fortalecer a Agricultura

Por: Arnaldo Jardim

Como deputado federal apresentei ao MAPA (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento) a proposta do HUB de Inovação Tecnológica de São Paulo: uma rede que busca estabelecer conexões entre empresas, poder público e profissionais para o desenvolvimento de soluções tecnológicas.

O AgroHub de Inovação Paulista vai integrar institutos de pesquisa, universidades, empresas e profissionais existentes nos Municípios de Jaguariúna, Campinas, São Carlos, Piracicaba e Ribeirão Preto para gerar conhecimento, tecnologia, produtos e serviços digitais para o agronegócio paulista.

Esse polo de empreendedorismo replicará, em São Paulo, uma abordagem contemporânea implementada pelo Ministério da Agricultura em outras regiões do País: o Corredor de Inovação, que reúne os recursos já existentes na região para impulsionar o empreendedorismo. Segundo diagnóstico, 112 Instituições de Ciência e Tecnologia, como a EZALQ, a UNESP e as APTAs; 52 ambientes de inovação; 5 Unidades de Pesquisa da Embrapa e 168 startups (Agtechs) serão integradas em uma verdadeira “Rede de Redes”.

Em 2020, com apoio da Bancada de São Paulo em Brasília, articulei a liberação de R$ 19,5 milhões do Orçamento da União para serem utilizados na modernização da infraestrutura computacional da Embrapa no estado, viabilizando a integração das suas 5 unidades ao Hub Agrodigital. Em 2022, outros R$ 3 milhões já estão aprovados, que beneficiarão outras iniciativas de digitalização, assim como apoiarão a adesão de novos parceiros à rede, como universidades, investidores, aceleradoras, empresas e startups do setor agropecuário.

A criação desse corredor resgata a vocação natural de São Paulo para a formulação na questão científica e tecnológica. A expectativa é que, no final de abril, a proposta de implantação do Corredor tecnológico seja apresentada na Agrishow, a maior Feira de Tecnologia Agrícola do Mundo.

Como parlamentar, ressalto minha alegria de poder contribuir para que a inovação seja constante, para que não seja interrompida a pesquisa – uma ponte que une o setor púbico, que dá abrangência nacional à iniciativa com o setor privado e que tem espírito empreendedor.

 

 

Deputado Arnaldo Jardim

 

comentários