Boas notícias em 2018

Por: Assessoria de Comunicação

O ano de 2018 termina cheio de motivos para comemorarmos e lições para aprendermos. Ótimos números de exportação do nosso setor agro, avanços importantes em aprovações pelo Congresso Nacional, tivemos eleições e a democracia se consolida.

Após um ano marcado pelo debate acirrado de ideias, reconhecermos os passos certos é uma forma de nos unir novamente pelo que é bom. Notícias a serem comemoradas como os já tradicionalmente positivos números das exportações do nosso forte setor agro, mais uma vez “salvando a lavoura” da nossa economia neste ano.

As comercializações devem alcançar em 2018 ou até mesmo superar a histórica marca de US$ 100 bilhões, de acordo com estimativa do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

Uma produção feita com sustentabilidade, como demonstrou neste ano dados de um dos órgãos mais respeitados do mundo todo, a Nasa, agência espacial norte-americana.

É preciso comemorar estes números: de toda a extensão territorial brasileira, as plantações estão presentes em apenas 7,8% das terras. 25,6% são formados por áreas destinadas à preservação da vegetação nos imóveis rurais. Ou seja, há mais que o triplo de espaços preservados do que cultivados nas propriedades rurais. Somos campeões em exportação e em preservação.

União de agricultura e sustentabilidade que com muita alegria pude imprimir em meu mandato como secretário de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo.

Encerrei três anos de muito trabalho e compromisso pautados pelo apoio ao pequeno produtor e agricultor familiar; à aplicação da pesquisa no campo; à saudabilidade dos alimentos; e à harmonia entre agricultura e meio ambiente.

Pude apoiar a implantação da campanha #unidoscontraogreening, do Fundo de Defesa da Citricultura (Fundecitrus) e a confirmação da constitucionalidade do Novo Código Florestal pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

Neste fim de ano ao olharmos para trás, vemos ainda outras ótimas notícias para o Brasil, como a regulamentação pelo governo federal do RenovaBio. Uma política de apoio aos biocombustíveis que encontra outra ótima notícia: a sanção da Medida Provisória que cria o Rota 2030, iniciativa para apoiar a produção de carros híbridos em território brasileiro.

Como deputado federal, tive a alegria de ter uma emenda aprovada nesta Medida garantindo redução de impostos para a venda deste tipo de veículo em comparação com os convencionais.

Isso deve aumentar os investimentos futuros em inovação tecnológica, com resultados já sólidos como a Toyota anunciando o Brasil como seu polo produtor de híbridos.

Outra vitória para a ciência e a sustentabilidade foi termos conquistado a aprovação de emenda da banca paulista de deputados federais para investimentos em pesquisa. R$ 50 milhões a serem aplicados na Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (Apta) e seus institutos e nas unidades paulistas da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa).

Após um ano marcado por uma eleição ideologicamente acirrada, refletindo na divisão da nossa população, precisamos olhar adiante e focar em resultados positivos sólidos para entrar 2019 mais uma vez prontos para trabalhar pelo Brasil.

 

Arnaldo Jardim é deputado federal PPS/SP

www.arnaldojardim.com.br

www.facebook.com/deputadoarnaldojardim

www.instagram.com/arnaldojardimoficial

arnaldojardim@arnaldojardim.com.br

comentários