Páscoa de Esperança 

Por: Arnaldo Jardim

A Páscoa 2021 é um convite à esperança em um ano que começou tão complicado. É um respiro de renovação em nossos corações. A lembrança de que é preciso ressurgir das dificuldades, ressuscitar o que há de melhor em nós.  

É um significado forte para a união em uma data onde muitas religiões celebram o mesmo sentimento: o Recomeço.  

Recomeçar após desafios duros sem perder a ternura da criança que procura o ovo de chocolate escondido na manhã de domingo. A alegria de desembrulhar o ovo e encontrar uma surpresa ainda melhor.  

Isso é esperança no futuro, é a certeza de que tudo melhora quanto temos Fé e Amor. Quando nestes dias de feriado driblamos a falta física com uma chamada de vídeo, um telefonema. Nesta Páscoa devemos mais ainda nos reunir.  

Muitos fisicamente impedidos pelo isolamento, mas todos precisando de um sorriso de um familiar, da receita tradicional chamando a atenção de todos para a mesa, da alegria. Um feriado tecnológico com sabor de encontro. 

Respeitar os tantos que já se foram é nesta Páscoa relembrar os momentos e sentimentos alegres que eles despertaram em nós. É manter viva a certeza de que no ano que vem poderemos todos estar reunidos, sem máscaras, sem Covid.  

Ressuscitando o melhor de cada um de nós, do ser humano que somos, para um mundo diferente.  

E em um Brasil de números assustadores na pandemia, na Páscoa merecemos destacar algarismos positivos – mostrando que o País tem toda a capacidade para superar este momento. Nossa sempre forte agropecuária garantirá o peixe da Sexta Feira Santa, o cordeiro no Domingo da Ressurreição e os ovos de chocolate, como bem observou Evaristo de Miranda, pesquisador da Embrapa.  

Peixe não faltará. A piscicultura brasileira cresce e garante alimento de qualidade, diversificado e com sanidade. E ajuda preservar a biodiversidade de rios e oceanos. A piscicultura nacional garantirá boa parte do peixe consumido na Sexta Feira Santa. 

O cordeiro está garantido! A ovinocultura brasileira evoluiu em qualidade de carne e de produtos. O agro garantirá o cordeiro assado ou preparado de diversas maneiras para o almoço de Páscoa, sempre acompanhado de um bom vinho, de preferência da nossa vitivinicultura. 

Ovos de chocolate teremos também. Com a pandemia, os ovos de Páscoa foram comprados pela internet com antecedência por muita gente. Isso exigiu cuidados logísticos especiais no transporte para chegarem nos lares, junto com o coelho da Páscoa, no próximo domingo. 

É apenas uma pequena demonstração de que temos coisas boas nas quais nos apegar para atravessar este momento. O melhor do Brasil é seu povo trabalhador, que tem no agro um ótimo exemplo. Temos coragem, vontade e compromisso para seguir o ensinamento da Páscoa: renovar a Esperança! 

Uma boa Páscoa! 

comentários