Arnaldo Jardim atua por emenda e garante R$ 19 mi para recomposição do orçamento da Embrapa em SP

Por: Assessoria de Comunicação

As unidades paulistas da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) terão seu orçamento recomposto após a emenda 14, de autoria da Bancada Paulista, ser acatada no PLN 40/2020. Com forte atuação do deputado federal Arnaldo Jardim em seu favor, a emenda de R$ 19.531.586 se soma aos R$ 72,1 milhões de aplicação nacional que o PLN garantiu para a entidade fazer frente ao remanejamento de recursos imposto pela crise causada pela Covid-19.

Vice-presidente/Sudeste da Frente Parlamentar Agropecuária (FPA) e presidente da Frente Parlamentar em Defesa do Setor Sucroenergético, Arnaldo Jardim comemorou “esta grande conquista para a Embrapa com essa recomposição dos recursos. Me empenhei muito para que isso acontecesse porque sei da importância da tecnologia, da pesquisa e da inovação para o nosso setor agro continuar sendo exemplo de força e pujança para a economia brasileira”.

A emenda da Bancada Paulista é fruto das negociações para que a Embrapa não tenha reduzida a sua capacidade de aplicação de recursos nas unidades do Estado de São Paulo. O dinheiro tem como objeto o financiamento das políticas públicas desenvolvidas pelas cinco unidades da entidade no Estado: Embrapa Informática Agropecuária, Embrapa Instrumentação, Embrapa Meio Ambiente, Embrapa Territorial e Embrapa Pecuária Sudeste.

A conquista foi comemorada pela diretoria da Embrapa, que em mensagem de agradecimento ao deputado Arnaldo Jardim considerou esta “mais uma grande vitória para a ciência e o desenvolvimento sustentável de nosso país!”. A verba visa recompor os valores anteriormente remanejados em razão do combate à COVID-19. Além do montante referente à emenda nº 14, o PLN 40 promove recomposição na Embrapa da ordem de R$ 72,1 milhões, sendo:

– R$ 65.324.718,00 para a ação 20Y6 – Pesquisa e Desenvolvimento de Tecnologias para a Agropecuária Nacional; e

– R$ 6.775.282,00 para a ação 8924 – Transferência de Tecnologias para a Inovação para a Agropecuária Nacional.

Atuante

A Embrapa foi criada em 26 de abril de 1973 e é vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). Desde sua criação, assumiu o desafio de desenvolver um modelo de agricultura e pecuária tropical genuinamente brasileiro, superando as barreiras que limitavam a produção de alimentos, fibras e energia no País.

Esse esforço ajudou a transformar o Brasil. Hoje a agropecuária é uma das mais eficientes e sustentáveis do planeta. Incorpora-se uma larga área de terras degradadas dos cerrados aos sistemas produtivos. Uma região que hoje é responsável por quase 50% da produção nacional de grãos.

Os trabalhos da Embrapa foram responsáveis por quadruplicar a oferta de carne bovina e suína e ampliar em 22 vezes a oferta de frango. Essas são algumas das conquistas que tiraram o País de uma condição de importador de alimentos básicos para a condição de um dos maiores produtores e exportadores mundiais.

A Embrapa possui, hoje, 42 Centros de Pesquisa e sete Unidades Administrativas, que estão distribuídos em todas as regiões do Brasil e também em outros países.

comentários