Arnaldo Jardim prevê maior participação do cooperativismo no Sistema Nacional de Crédito Cooperativo 

Por: Assessoria de Comunicação

A participação do cooperativismo no Sistema Nacional de Crédito Cooperativo (SNCC) pode aumentar, nos próximos 10 anos, dos atuais 8% para até 20% com a aprovação do PLP 27/2020, que propõe a modernização das normas de atuação das cooperativas de crédito no país previstas na Lei Complementar 130/2009. A afirmação é do deputado Arnaldo Jardim (SP), autor do projeto incluído na pauta de votação do Plenário da Câmara dos Deputados. 

A declaração do parlamentar foi feita durante entrevista para o programa Painel Eletrônico, da Rádio Câmara. Segundo ele, “o crédito cooperativo atrai por seu perfil local, já que está presente em todas as regiões do Brasil, especialmente nas pequenas localidades onde não existe outras instituições do sistema financeiro”. 

Além disso, o parlamentar destacou que as operações do setor estão concentradas em operações de pequena e média monta, o que permite que os recursos cheguem realmente na ponta. “Os resultados, por sua vez, são redistribuídos entre os cooperados, resultando numa incidência financeira imediata na economia local”. 

Jardim observou ainda que o cooperativismo de crédito não se resume a uma questão de números, apesar do avanço registrado nos últimos anos em termos de profissionalização administrativa e desenvolvimento tecnológico. “Trata-se de uma relação entre pessoas que se conhecem”. 

A modernização proposta pelo PLP 27/2020 altera a legislação sob três perspectivas: atividades e negócios; organização sistêmica; e gestão e governança do modelo. Entre outros pontos, a medida prevê que as cooperativas de crédito possam disponibilizar novos produtos já existentes no mercado, com mais agilidade e modernidade, bem como atender integralmente a demanda por crédito. 

comentários