Arnaldo Jardim se reúne com diferentes setores para avaliar medidas para amenizar a crise causada pelo Coronavírus

Por: Assessoria de Comunicação

O deputado federal Arnaldo Jardim (Cidadania-SP) se reuniu na manhã deste domingo, 22, com diferentes setores para avaliar medidas que possam resguardar a economia brasileira em tempos de pandemia do novo Coronavírus. O encontro foi realizado via web, respeitando as recomendações dos órgãos de saúde, e será realizado outras vezes para discutir o avanço da doença e suas consequências.

Dados oficiais apontam que a curva de contaminação deve começar a decair em junho ou julho, até lá, empregos, empresas e trabalhos informais precisam ser resguardados para evitar uma forte recessão na economia brasileira neste ano, lembrou Arnaldo Jardim.

O deputado elogiou as medidas que vêm sendo tomadas pelo governador João Dória no Estado de São Paulo, lembrando que “é preciso ser firme na questão do isolamento social para o custo futuro ser menor, custo de vidas humanas, que é imensurável, e custo de tensão social”.

Ainda segundo Jardim, é necessário também que sejam tomadas medidas além do adiamento de pagamentos, “porque depois essa conta vai chegar”, e sugeriu a criação de um fundo para que as empresas possam suportar a inadimplência causada pela crise, minimizando assim demissões no setor privado.

Coordenador de redes de clínicas de atendimento popular, Anderson Franco lembrou que esta operação já é feita pelas companhias de energia elétrica com foco em atividades sociais para pessoas mais carentes. “Elas inclusive fazem campanhas de doação de padrão, de geladeira, para tentar manter o cliente que faz ‘gato’ em vez de pagar a conta de luz para que ele vire um cliente adimplente”, detalhou.

A manutenção dos empregos também foi destacada pelo advogado tributário Igor Souza, testemunhando que “nas consultas na minha área as empresas estão preocupadas também com a inadimplência e procurando formas de postergar o pagamento dos tributos. Seria interessante uma medida para as empresas, principalmente pequenas e médias, poderem parcelar e manter a empregabilidade”.

Consciência

Arnaldo Jardim reforçou que neste momento delicado que exige medidas do governo está “trabalhando para ter um clima de paz política. Não tem porque ter disputa com esse problema grave que se impôs, não dá para as pessoas se aproveitarem nesta situação”.

Uma consciência necessária lembrada também pelo delegado em Ribeirão Preto Vicente Picinato. “Nossa preocupação na segurança pública é o pronto atendimento. Estamos verificando uma corrida da população mais carente ao supermercado e já está faltando produto. É preciso acalmar um pouco a população para não gerar um problema maior”, pediu.

Outro ponto importante que envolve a conscientização é a necessidade das medidas profiláticas para conter a expansão do vírus, lembrada por Juliano Ayres, diretor do Fundo de Defesa da Citricultura (Fundecitrus). “Não está sendo feita a desinfecção nas cidades. Os chineses venceram porque criaram medidas efetivas de desinfecção. Deveríamos ter uma campanha obrigatória com orientação para todos adotarem isso rápido”, apontou.

Ele exemplificou essas medidas com o trabalho que o Fundecitrus já realiza em alguns de seus setores como laboratórios, onde os procedimentos são rigidamente observados, evitando contaminações – um cuidado que, para ele, necessita ser estendido a todos os setores. “Quem estiver trabalhando tem que seguir as orientações para diminuir os riscos de contaminação.”

O Legislativo paulista também acompanha a situação, com o deputado estadual Itamar Borges reforçando a abertura dos parlamentares estaduais para discutir medidas e alternativas. “Vamos dar sequência a essas discussões. Foram importantes contribuições de cada setor que recebemos aqui hoje. Me coloco à disposição para avançar”, ressaltou.

É uma discussão que destacou como importante a tomada de medidas econômicas como capital de giro para as empresas e repasse direto de recursos ao trabalhador, que será votado via Medida Provisória (MP) nesta semana no Congresso Nacional; e comportamentais, como a profilaxia atenciosa que deve ser realizada por cada cidadão para evitar a expansão do novo Coronavírus.

comentários