Cidadania de São Paulo discute como a sustentabilidade ambiental é importante na pré-campanha

Por: Assessoria de Comunicação

O diretório Estadual do Cidadania23 de São Paulo realizou na noite de quinta-feira, 23 de julho, mais um Encontro Estadual de Pré-Candidaturas do Cidadania nas Eleições de 2020 do ciclo de debates que vem sendo promovido pelo diretório. O tema foi sustentabilidade com objetivo de discutir qual o compromisso dos municípios com o meio ambiente, com palestra de Eduardo Trani, renomado ambientalista, professor universitário e subsecretário de Meio Ambiente do Governo do Estado de São Paulo.

Trani apontou como os municípios podem impulsionar sua agenda ambiental, incorporar o conceito de sustentabilidade nas suas ações locais. Ele também expôs sobre as medidas objetivas que podem ser propostas pelo Executivo ou pelo Legislativo municipais, listando iniciativas sobre conservação do solo, cuidado com os recursos hídricos, agora inclusive diante do novo desafio do Marco Regulatório do Saneamento Básico, e a questão da biodiversidade e todo o cuidado necessário com a vegetação.

Além disso, ele também lembrou a quem pretende concorrer a uma vaga na Câmara de Vereadores ou na Prefeitura que “nós temos no Estado de São Paulo o Programa Município Verde e Azul, que é justamente um incentivo para que esses municípios implementem 10 grandes diretivas para guiar as políticas sobre este tema”.

“Trani defendeu ainda um programa de arborização para todos os municípios. Em sua palestra explicou a importância dos cuidados com a poluição sonora e visual e apresentou sugestões de como, quer seja na questão de resíduos (lixo) como na questão da utilização e exploração de espaços naturais, os municípios podem gerar empregos e agregar renda”, destacou o deputado federal Arnaldo Jardim, presidente estadual do Cidadania23 e líder da Bancada na Câmara dos Deputados que coordenou o Encontro.

O tema é totalmente relacionado ao Cidadania23, que tem a sustentabilidade como bandeira em projetos citados no evento como o Grupo de Trabalho de Bitucas da vereadora de São Paulo Soninha Francine, o Pagamento por Serviços Ambientais (PSA) de autoria de Jardim, a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), relatada pelo presidente estadual, e a atuação dele frente à Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo (2015-2018). “Arnaldo Jardim inaugurou uma nova era na Secretaria, mostrando que produção e preservação não são antagônicas”, elogiou Eduardo Trani.

Falando em nome dos presidentes dos diretórios municipais, o titular do Diretório Municipal de São Paulo, Carlos Fernandes, apontou que “meio ambiente e sustentabilidade são essenciais para uma nova sociedade, uma sociedade que vai sair dessa pandemia do Coronavírus muito mais focada e preocupada com esses temas. Eles já eram importantes e agora ficaram muito mais”.

Dúvidas

Um debate muito interessante se seguiu com a participação de pré-candidatas e pré-candidatos de todas as regiões do interior do Estado, da Grande São Paulo e da Capital. A segunda parte do Encontro contou com a advogada Dra. Marluce de Paula esclarecendo dúvidas sobre a legislação eleitoral com foco nos cuidados e possibilidades de uso das redes sociais para difundir agora, na pré-campanha, ideias e propostas e, para o período da campanha, para impulsionar as candidaturas.

Respondendo a várias dúvidas, principalmente sobre o novo calendário eleitoral, Marluce lembrou que “no dia 13 de novembro, sexta-feira véspera da eleição, pode impulsionar conteúdo nas redes sociais, pode fazer postagens de campanha, também pode enviar mensagens pelo WhatsApp, fazer anúncio na imprensa escrita. O sábado, 14 de novembro, é o último dia que você pode impulsionar”.

O próximo Encontro será realizado na próxima quinta-feira, 30 de julho, discutindo o tema “Experiências Municipais Bem-Sucedidas. O palestrante será o companheiro do Cidadania e atual prefeito de Vitória, capital do Espírito Santo, Luciano Rezende.

comentários